Joaquim

Um menino sumiu. Desapareceu. Choro. Desespero. Um brinquedo vazio. Frio, o repórter reporta o fato. Nenhuma lágrima. Nenhuma emoção. Um microfone empunhado por uma pedra. De gelo. É assim. Tem que ser. Neutro. Isento. Indiferente. Só que a vida é diferente. É quente. Explosiva. Tem dores, amores e humores. Sensações. Sentimentos. Mas não se envolva, repórter! Não se deixe envolver! Não se deixe. Não, não. Não deixe. Deixe… Tarde demais. Uma lágrima já escorreu. Deve ser o gelo se derretendo. Deve ser.

Anúncios

Um comentário sobre “Joaquim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s